domingo, 18 de fevereiro de 2018

Resenha: Cinco minutos - José de Alencar

   Boa noite, galera! O que estão lendo? Hoje trouxe uma resenha de um livro incrível de um dos meus escritores favoritos da vida! Como o próprio título apresenta, vamos conversar um pouco sobre o romance de estréia de Alencar, "Cinco minutos" (1856).
   Por ser sua primeira publicação literária, "cinco minutos" também pertence a fase do romance ingênuo de José de Alencar. Não temos grandes características sociais, personagens que carregam caracterizações ou possíveis críticas para o contexto (mesmo que o romantismo *em geral* não apresente muito disso), além disso temos finais felizes e muito amor. É um romance curto, que foi publicado em folhetins e que tem como sua principal função, entreter os leitores. Esse molde com esse objetivo deu super certo! 
   Lemos uma história do narrador para a sua prima "D.". Nesse romance, vamos acompanhar a história de amor do narrador, que não nos é apresentado seu nome, que está atrasado há 5 minutos para pegar seu ônibus, mas nesse apuro, acaba por perder sua condução. Perdeu seu transporte mas ganhou um amor, uma mulher misteriosa, que o narrador não consegue enxergar seu rosto entra em contato com ele, na minha visão, insinuando um possível afeto. 
   Nosso narrador fica apaixonado pela mulher que não conhece e não sabe se é velha, nova, bonita ou feia. Essa personagem sempre o amou em anonimato, perseguindo-o em vários eventos sociais daquele Rio de Janeiro do século XIX. O narrador, que nunca sentira o amor, encanta-se com a donzela e passa a persegui-la. 
   Como em todo romance romântico bom, temos um conflito na questão do amor proibido. Em determinado ponto, os dois se encontram e a senhora se mostra como uma linda jovem de 16 anos, porém ela lhe diz que esse amor não seria possível, eles não podiam se amar. 
   A partir daqui teremos spoiler!!! Estão avisados!
   Seguindo a prosa romântica, os apaixonados continuaram a se comunicar com cartas. A razão pela qual aquele amor seria proibido se dava ao fato da jovem ter uma doença terminal e, em razão disso, ela precisava viajar o mundo em busca de uma possível cura para a sua doença, que era um "grande átomo em seu seio". 
   O único pedido da donzela para o narrador era que ele não a esquecesse jamais, o que levou a travar vários desafios para acompanhar os passos da donzela. Ela pede para que escolha se quer ir ao seu encontro e convier com seus últimos dias de vida ou esquecê-la e não presenciar seu sofrimento. 
   Eis que o nosso narrador decide ir ao encontro do seu amor. A jovem consegue a cura e os dois se casam! O amor, nessa história foi a cura para a donzela, que descobrimos que se chama Carlota. Aceitar aquela situação e permitir que aquele amor desabroche, salvou a mulher e uniu os apaixonados. 
   Temos, então, uma linda história de amor bem típica da primeira fase do romantismo. 
   Cinco minutos foi o quarto livro de Alencar que li, os outros foram: "Iracema" , "A viuvinha" e "Senhora". Amo todos!
   Quero ler tudo o que esse moço escreveu! 

   E vocês já leram José de Alencar? Qual? Querem resenha de algum dos que eu li?
   Obs: Cinco minutos foi o sexto livro lido desse ano.

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Projeto lendo Jorge Amado em ordem cronológica

   Boa tarde, pessoal! Bora fazermos um projeto aqui no blog?
Sempre tive muita vontade de realizar um projeto que abordasse ler uma obra completa de um autor que gosto. Então estava pensando em ler todos os livros de minha querida Lygia Fagundes Telles em ordem cronológica! Porém, ao pesquisar suas primeiras publicações, não encontrei formatos ou lugares para adquirir os mesmos, infelizmente... Então deixei o projeto da Lygia para um outro momento.

   Pensei, então, em ler Jorge Amado. Procurei todos os seus livros e são bem mais fáceis de se adquirir, por ter uma nova edição da Cia das Letras, que publicou a maioria dos seus livros em uma edição lindíssima em 2011. Além disso, o baiano foi muito publicado ao longo do tempo, o que faz com que achemos muitos livros dele em sebos e na estante virtual por preços bem camaradas!
   Jorge Amado tem uma vasta obra na literatura, e fases que serão interessantes de debatermos. Envolvido em política e questões sociais, sua literatura é marcada com esses aspectos, além de uma sensualidade fortemente presente. 
   Leremos um livro por mês, a fim de darmos conta do recado e não atrapalhar nossos outros projetos e afazeres da vida. Em razão disso, vamos dividir o projeto em partes. 

Ano I (2018)
* Fevereiro - O País do Carnaval, romance (1931)
* Março - Cacau, romance (1933)
* Abril - Suor, romance (1934)
* Maio - Jubiabá, romance (1935)
*Junho - Mar morto, romance (1936)
* Julho - Capitães da areia, romance (1937)
* Agosto - A estrada do mar, poesia (1938) 
* Setembro -ABC de Castro Alves, biografia (1941)
* Outubro - O cavaleiro da esperança, biografia (1942)
* Novembro - Terras do Sem-Fim, romance (1943)
* Dezembro - São Jorge dos Ilhéus, romance (1944)
* Dezembro - Bahia de Todos os Santos, guia (1944)

Ano II (2019)
* Janeiro - Seara vermelha, romance (1946)
* Fevereiro - O amor do soldado, teatro (1947)
* Março - O mundo da paz, viagens (1951)
*  Abril -Os subterrâneos da liberdade, (os três volumes) (1954)
* Maio - Gabriela, cravo e canela, romance (1958)
* Junho - A morte e a morte de Quincas Berro d'Água, romance (1959)
* Julho - Os velhos marinheiros ou o capitão de longo curso, romance (1961)
* Agosto - Os pastores da noite, romance (1964)
* Setembro - O Compadre de Ogum, romance (1964)
* Outubro - Dona Flor e Seus Dois Maridos, romance (1966)
* Novembro - Tenda dos milagres, romance (1969)
* Dezembro - Teresa Batista cansada de guerra, romance (1972)
* Dezembro - O gato Malhado e a andorinha Sinhá(1976)


Ano III (2020)
* Janeiro - Tieta do Agreste, romance (1977)
* Fevereiro - Farda, fardão, camisola de dormir, romance (1979)
* Março - Do recente milagre dos pássaros, contos (1979)
* Abril - O menino grapiúna, memórias (1981)
* Maio - A bola e o goleiro, literatura infantil (1984)
* Junho -Tocaia grande, romance (1984)
* Julho - O sumiço da santa, romance (1988)
* Agosto - Navegação de cabotagem, memórias (1992)
* Setembro - A descoberta da América pelos turcos, romance (1994)
* Outubro - O milagre dos pássaros, fábula (1997)
* Novembro - Hora da Guerra, crônicas (2008)

Simm, é um projeto e tanto! São 35 livros! 
Coloquei 2 livros em dezembro pois é um mês de (geralmente) férias, por isso, teremos mais tempo. 
Montei um grupo no WhatsApp para podermos conversar sobre os nossos andamentos nas leituras! Quem quiser, é só deixar seu número nos comentários. 
Além do grupo, Criarei uma página no facebook para podermos realizar possíveis debates e divulgar o projeto. Ademais, para cada livro do projeto, trarei uma resenha do mesmo aqui no blog. 


É isso então, leitores! Bora participar! =)

                                                  *** 
Interação do primeiro ano I:
Eu vou presentear uma pessoa que participará do projeto com um livro que contém meu conto + marcadores + outros possíveis brindes no final do ano. O ganhador será aquele que ler o maior número de livros do projeto desse ano. 
Como será esse rank? Os participantes do projeto terão que postar suas impressões ou uma mini resenha nos comentários da resenha do livro do mês aqui no blog em até 24 horas, depois de postada a minha resenha. Além de estar inscrito no Literall e participar do grupo no WhatsApp. Combinado? 

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

TAG Acumulador de Livros

   Boa noite, Galera! Para dar uma atualizada no blog, resolvi responder a Tag "Acumulador de livros" que vi no canal do Paulo Ratz (vou deixar o vídeo no final do post). São apenas sete perguntas que podemos brincar um pouco, então vamos lá!

                                                   ***


PERGUNTAS DA TAG:

1 – Acumulador - Qual livro que você deveria se livrar, mas por alguma razão não consegue? (Orgulho de ter lido? Foi presente? Ainda quer ler? Tem algum laço afetivo?)

Resolvi escolher um livro que ganhei de presente e que eu nunca vou me livrar dele, pois é o da minha escritora favorita e ainda vou lê-lo esse ano. Escolhi "As meninas" da Lygia Fagundes Telles. Ganhei ele da minha tia em 2016 e tenho muito carinho por ele. 

2 – Colecionador compulsivo – Qual livro ou edição você sonha em ter? (livro raro, autografado, primeira edição).
Meu maior sonho é ter aquele box de "O tempo e o vento" da Cia das letras, meu maior sonho de leitor da vida. Infelizmente parece que esse box esta esgotado =( (mas meu sonho ainda não, rsrs).

 3 – Caos confortável – Qual livro da sua estante foi o mais acolhedor? 
Como não se sentir totalmente preso em um mundo fantástico criado pela J.K. Rowling?! É incrível como foi acolhedor ler Harry Potter e se apaixonar em cada detalhe da obra! 



4 – Nostalgia – Qual a história interessante que você teve com algum livro que tem na estante?
Escolhi dois para essa categoria, o primeiro é "Meu pé de laranja lima" de José Mauro de Vasconcelos. Essa linda história fez com que eu me tornasse um leitor. Tenho grande apreço por ele! 
E o segundo livro é o "Amavios & Obscuridade", livro que contém meu primeiro conto publicado! Tem muito carinho envolvido! 


5 – Não toca nas minhas coisas! – Qual livro você não gosta de emprestar ou tem medo de perder?
 Um pouco polêmica essa pergunta hahah... Eu não costumo emprestar livros para qualquer pessoa, então tenha muito cuidado caso isso aconteça! 
Tenho alguns livros aqui que, eu sinto muito, mas não empresto nem com reza braba! Espero que entendam.  Não empresto meus livros do Harry Potter (Minha edição é aquela da foto que postei mais em cima); os livros de Maze Runner, pois são aquelas edições frágeis do que vem no box; Meu livro "Todos os contos" e "A Hora da estrela" (aquela edição lindíssima com manuscritos) da Clarice Lispector; os livros de Jogos Vorazes pois também estão em um box e tenho medo de acontecer de estragar e não entrar mais no box; Por fim, meus livros do meu querido Stephen King. Além desses da foto, tenho "IT", "Tripulação de esqueletos", "O Pistoleiro" e "Christine". 

6 – Ansiedade – Qual livro você ficou tão animado pra ler que não quis nem sair de casa?
 A trilogia de Divergente me prendeu em casa até que eu terminasse de ler tudo! (Quando eu saia com meus pais para jantar ou algo assim, eu sempre estava acompanhado com um livro da série kkkk... vergonhoso) 


7 – Compra no impulso – Qual livro você comprou sem qualquer planejamento?
Muitos livros da minha estante comprei por impulso, pois estavam baratos ou simplesmente pela capa.  Nessa categoria vou colocar "E agora adeus correspondências para Lêdo Ivo". Comprei esse livro no estande do IMS na festa do livro da USP. Comprei ele pois eu adorei a proposta do livro, que apresenta correspondências de vários escritores como Jorge Amado, Érico Veríssimo, Drummond, Mário de Andrade, Clarice Lispector e tantos outros com o poeta Lêdo Ivo, que tive o prazer de assistir uma palesta de sua neta em 2015 sobre sua vida e obra. Além disso, essa maravilha custou apenas 5 temers! 

                                                                           ***

É isso, então, pessoal! Espero que tenham gostado dessa Tag! Acho um método bem divertido para nos conhecermos e trocarmos indicações! Deixem nos comentários suas respostas, vou adorar saber quais são as escolhas de vocês! 
O vídeo da Tag é esse: